• Time Botnicks

Clima organizacional: O que é, benefícios e a importância da pesquisa para melhorá-lo

Entenda a importância de um bom clima organizacional para o desempenho dos colaboradores, os resultados das equipes e do negócio. Veja também como a pesquisa pode ajudar a elevar o clima no ambiente de trabalho.





Você sabia que as empresas possuem o que chamamos de clima organizacional? O termo clima organizacional começou a ser utilizado na década de 30 e o interesse sobre seu estudo só aumentou com o tempo.


Para a empresa, o clima organizacional é como uma fotografia da estrutura da organização, que busca identificar o grau de semelhança entre as expectativas da organização e as expectativas dos empregados.


Esta pode ser uma ferramenta poderosíssima que permite à empresa uma visão mais ampla de como anda seu ambiente de trabalho. Por meio da percepção dos empregados é possível identificar os pontos positivos e os negativos, e com isso perfeiçoar e desenvolver diferentes aspectos para manter um bom nível de produtividade, motivação, satisfação e engajamento dos colaboradores.


Neste artigo, abordaremos os seguintes tópicos sobre o clima organizacional:



O que é o clima organizacional?


Várias são as definições que encontramos sobre o tema, mas o conceito de clima organizacional é basicamente a percepção psicológica que os colaboradores têm do ambiente de trabalho e da empresa da qual pertencem.


A "atmosfera psicológica" que todos nós percebemos quando entramos em determinado ambiente e que nos faz sentir mais produtivos e realizadores, ou não. Normalmente o que influencia essa sensação nos colaboradores são as decisões tomadas pela empresa.



A importância de um bom clima organizacional


Diga lá, como anda o clima na sua empresa? É importante falar sobre esse assunto porque o tema interfere diretamente não apenas na produtividade da empresa como no seu crescimento. Você já chegou em um lugar onde pôde perceber a energia do ambiente? Existem lugares que te atraem, dá prazer em ficar. Outros, no entanto, te expelem.


É assim também nas empresas e corporações – aquelas que tiverem um clima organizacional atraente sairão na frente em um caminho de crescimento sustentável. Isto porque um clima organizacional positivo influenciará em um ambiente também positivo, reunindo consequências e reações importantes que auxiliam na tomada de decisões.


Dessa maneira é fundamental que o clima organizacional seja “monitorado” e sempre haja o desejo de melhorá-lo. Sabemos que não é uma tarefa fácil, pois se trata de pessoas, e cada um possui um olhar específico sobre um determinado evento.


Segue aqui algumas dicas que vão te ajudar bastante. Confira:



Como melhorar o clima organizacional?


Veja algumas dicas práticas para melhorar de forma contínua o clima organizacional do seu negócio:




1. Monitoramento da percepção dos colaboradores através da pesquisa


A primeira coisa a se fazer é ter clareza de como anda a percepção dos colaboradores a respeito do clima organizacional. Não podemos esquecer que o capital humano é a força motora de uma organização, desse modo ele imprime sua personalidade no ambiente onde se encontra. Verificar como anda o engajamento, satisfação e sua motivação no trabalho é um grande começo.


Isso pode ser feito através de pesquisas. Uma pesquisa bem feita apontará o padrão de comportamento dos que integram o ambiente como um todo. Os colaboradores, o RH e até mesmo a liderança.


Para isso, existem algumas ferramentas específicas, como por exemplo, as pesquisas de clima organizacional que identificam os pontos que podem ser melhorados no local de trabalho.



Exemplo de pesquisas:


- Pesquisa de pulso: avalia e ajuda a observar continuadamente (filme) alguns indicadores, possibilitando a construção de um plano de ação junto as equipes de apoio para melhorar o clima da empresa.


- Pesquisa tradicional: avalia e ajuda a trazer um recorte (fotografia) do clima organizacional no momento em que a pesquisa é realizada, também possibilita a análise dos dados processados, porém de forma mais complexa e não automatizada.


Veja um exemplo de um instrumento de apoio gerencial do Sebrae: acesse aqui o Instrumento de Apoio Gerencial nº 114 (em PDF).


2. Definindo os objetivos da pesquisa


A estruturação de um planejamento que aborde com clareza os objetivos e expectativas da da pesquisa é fundamental para seu sucesso. Considere então alguns pontos essenciais na hora de defini-los:


  • O momento ideal para realizar a pesquisa (Quando?);

  • O que a empresa busca com as perguntas? (Objetivos - Satisfação em relação a política de benefícios, principais problemas e obstáculos no ambiente de trabalho, etc.);

  • Segmentação da pesquisa (Para quem?);

  • Responsável pela distribuição da pesquisa (Qual o principal canal? - E-mail, plataformas de comunicação, como Teams, Slack, etc);

  • Qual o meio que será utilizado (Como? - por escrito, através de softwares especializados, forms, etc.);

  • Como os dados serão processados, mensurados, analisados e compartilhados?


Depois de responder estas perguntas, ficará mais fácil começar a formular as perguntas.



3. Alinhamento da pesquisa com os objetivos da empresa


Os questionamentos devem ser diretos (sem viés) e estratégicos. Baseando-se sempre nos objetivos organizacionais e da pesquisa.


Dessa forma, mantêm-se uma compatibilidade com as ações que serão propostas para melhorar o clima. Também contribuirá para eficiência do RH e da gestão de pessoas.



4. Definição dos indicadores


É hora de definir o que será a base da sua pesquisa. De nada adianta ter os objetivos definidos, as perguntas formuladas e não avaliar o desempenho da pesquisa no momento em que ela for realizada, após as ações propostas e as mudanças ou não do cenário. Por isso, recomendamos as pesquisas de escuta contínua.


Seja você parte de uma empresa pequena, média ou de grande porte, com certeza ainda vivenciará muitos cenários e aprendizados.


Resumindo, os indicadores de desempenho servem para mensurar pontos fortes e pontos de melhoria do clima organizacional. Veja alguns exemplos de indicadores que podem ser utilizados na sua pesquisa:


  • Produtividade;

  • Engajamento;

  • Comunicação Interna;

  • Liderança;

  • Diversidade;

  • Experiência do colaborador;

  • Imagem da empresa;

  • Qualidade de vida;

  • Plano de carreira;

  • Inovação;

  • Bem-estar no trabalho;

  • Felicidade;

  • Motivação;

  • Feedbacks.


Depois responda a pergunta a seguir: "Quais informações você quer acessar a partir dessa pesquisa?" para facilitar a escolha dos indicadores que precisam ser observados na pesquisa.



5. Definição da metodologia para a pesquisa


Existem alguns métodos que funcionam bem para a pesquisa de clima organizacional. Porém os questionários possuem vantagens por serem mais precisos e flexíveis.


Como construí-los? Devem ser simples e objetivos, e contemplarem frases a respeito de um cenário ideal e perguntar para os colaboradores o quanto eles concordam com as afirmações formuladas.


Os questionários possuem uma escala de pontuação utilizada em cada uma das respostas, podendo ser: (de 1 a 5) ou (1 a 10), onde 1 pode ser "discordo totalmente" e 5 "concordo totalmente". E variar sua escala de acordo com a pergunta, por exemplo: 1 é "ruim" e 5 "ótimo", 1 é "nunca" e 5 "sempre".


Assim:


Escala n°1:

Concordo totalmente, concordo, indiferente, discordo e discordo totalmente.

Escala n°2:

Ótimo, bom, regular, ruim e péssimo.

Escala n°3:

Sempre, quase sempre, raramente e nunca.


Existem formas de automatizar essas pesquisas e entregá-las ao público de interesse definido por você no planejamento. Nós da Botnicks, por exemplo, utilizamos os questionários para avaliar a aderência à cultura, processos e equipe durante diferentes etapas da jornada do colaborador na empresa.





6. Gestão de conflitos



A diversidade de ideias e comportamentos e os conflitos sempre irão existir dentro do ambiente de trabalho. Afinal as pessoas são diferentes e reagem de forma diferente a frente de uma mesma situação. Por isso, é preciso saber gerenciá-los.


Nesse aspecto, é importante que a empresa trabalhe alguns pontos que influenciam positivamente o clima organizacional e ajudam na gestão de conflitos, por exemplo:



OBS: Antes de começar a trabalhar estes processos, é possível medi-los nas pesquisas de clima organizacional. Como vimos antes em indicadores de um bom clima organizacional.



7. Investimento e incentivo:


  • Invista em treinamentos e seja transparente com os colaboradores sobre os objetivos da pesquisa e não deixe de promover ações que mudem o clima organizacional para melhor. Dessa forma, será perceptível aos respondentes da pesquisa que estão sendo ouvidos e valorizados dentro da empresa.


Aproveitando esse gancho, envolver os colaboradores nesta ação de melhoria do clima organizacional é importante para garantir um bom índice de participação:


  • O responsável pela distribuição da pesquisa - principal canal de distribuição - deve ser um canal ativo e acessível aos funcionários, é essencial também que os colaboradores visualizem as mudanças resultantes das pesquisas e o valor que as respostas refletem no ambiente de trabalho.

Porém, não devemos excluir a responsabilidade e o papel do RH, da gestão de pessoas e dos gestores de motivarem suas equipes.


E por último, mas não menos importante:


  • Preparar as equipes tanto tecnicamente quanto emocionalmente faz toda diferença. Invista em novos talentos. Novas ideias costumam mudar o ambiente para melhor. Isso trabalha nossa motivação, nada melhor do que trabalhar em um ambiente onde as pessoas são motivadas e trabalham olhando para o todo.



Benefícios de um bom clima organizacional


Para finalizar, vamos recordar alguns dos muitos benefícios de investir em um bom clima organizacional:

  • Fortalecer a marca empregadora da empresa: durante a aplicação das pesquisas de clima, é possível traçar caminhos que busquem prevalecer valores como a transparência, confiança e colaboração. Garantindo bons resultados ao negócio;

  • Reter talentos;

  • Reconhecimento e certificações: ter a marca reconhecida como um bom lugar para se trabalhar.


Se você consegue detectar alguma área em que o clima organizacional não está legal, é hora de fazer alguma coisa.



A importância do onboarding para um bom clima organizacional


Muitas empresas ainda ignoram o onboarding de novos colaboradores, e fazem apenas uma breve introdução sobre os assuntos da empresa e apresentam o novo colega diretamente ao gestor. Porém, proporcionar atividades diferentes aos recém chegados, é uma ótima forma de refletir os resultados positivos da integração bem realizada no clima organizacional.


Nessa etapa, é possível alinhar os objetivos e expectativas da empresa ao dos colaboradores e colaborar para um ambiente acolhedor, compartilhar histórias e ainda aumentar o senso de pertencimento.


Outro aspecto importante, e um dos benefícios de um bom clima organizacional, como já descrevemos acima, um onboarding completo ajuda a conquistar e reter novos talentos e mostrar a cultura interna praticada na empresa. Mas lembre-se, não crie falsas impressões e não dê espaço para dúvidas, tente já esclarecer tudo ao integrar o novo colaborador ao time.


Espero que este artigo tenha sido útil para você. Qualquer dúvida ou feedback deixe seu comentário.


E se quiser saber mais como podemos te ajudar a colher feedbacks sobre o ambiente organizacional e automatizar pesquisas, considerando sempre 4 princípios essenciais: melhor mensagem, melhor público, melhor momento e melhor canal. Fale com um de nossos consultores, gratuito e sem compromisso.


Até mais! 💙





51 visualizações0 comentário